1forum_jornalismo_ambiental

No dia 25 de Abril de 2012, ocorreu o 1º Fórum de Jornalismo Ambiental, no Auditório Verde da Feira Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente – Fiema Brasil 2012. O evento contou com a participação de Ricardo Voltolini, Alan Dubner, Paulina Chamorro, Cláudia Piche, Vilmar Berna, Henrique Andrade Camargo e Reinaldo Canto, jornalistas  experientes na área ambiental.

Em um círculo feito para aproximar palestrantes e participantes, Alan Dubner, mediador do Fórum, fez com que todos os que estavam presentes no auditório pegassem o microfone para fazer uma breve apresentação, havendo assim, uma integração e um bate-papo descontraído. Foram discutidos temas voltados à sustentabilidade e meio ambiente, envolvendo o jornalismo ambiental virtual e ainda puxando para o debate a Rio + 20, conferência da Organização das Nações Unidas (ONU), que será realizada em junho, no Rio de Janeiro.

Mostrando a importância das redes sociais, Paulina Chamorro, conectada no twitter, transmitiu informações em tempo real sobre o Código Florestal, que esteve em votação . Ela ressalta que além da informação instantânea, o twitter, ajuda na rede de fontes do jornalista, pois cada um pode escolher quem seguir, de acordo com o que as pessoas tuitam e direcionam suas informações.

Ricardo Voltolini comentou que a quantidade de conteúdo que circula na mídia sobre meio ambiente aumentou nos últimos tempos, porém, a qualidade continua no mesmo patamar de antigamente. Mas o clima esquentou quando Sílvia Marcuzzo afirmou que paulistas e cariocas estão mais engajados na questão ambiental do que os gaúchos. O Rio Grande do Sul tem um dos grupos voltados ao jornalismo ambiental mais antigos do país, mas o questionamento é quanto a aproximação desse importante núcleo de um grupo maior de profissionais da área e da comunidade.

Dubner encerrou o fórum dizendo que esse evento foi apenas o início dos encontros para debater questões ambientais. A partir de agora, esses jornalistas que estiveram presentes tem a missão de se reunirem todos os anos e sempre agregar mais, tanto para a comunidade em geral, quanto para os próprios profissionais. “Antes de você pensar em ser um jornalista ambiental, seja um bom jornalista”, concluiu Paulina Chamorro.

Na mídia:

Mercado Ético:  http://bit.ly/1cdK7La

Envolverde : http://bit.ly/1cn6YIn

Eco Agência : http://bit.ly/1avo7Kw

Jornalismo Ambiental : http://bit.ly/1aPkVYO

QMN : http://bit.ly/19NHM9F